Buscar
  • André Mattos

Às vezes não é gordura


É comum que pacientes que atingiram boas perdas de peso sigam descontentes com algumas “sobras” e acreditem que precisam continuar perdendo peso para eliminá-las, nunca conseguindo ficar totalmente satisfeitos.


👉Nesse sentido, é importante deixar claro que essas sobras podem ser apenas excesso de pele, que não se resolverá com perdas maiores.

👉A nossa pele não é elástica, em que, após perder a gordura que a sustentava, ela se reduz junto. Assim, quanto maior a perda, maior a sobra e ela pode então se tornar mais perceptível. Isso é muito mais claro após grandes perdas com cirurgia bariátrica, em que procedimentos cirúrgicos são frequentemente necessários, mas mesmo com perdas menores elas podem ser perceptíveis.

👉A má notícia é que nem exercícios físicos podem resolver totalmente a questão, que alguns veem como “flacidez”. Como 1 kg de músculo ocupa menos espaço que 1 kg de gordura, mesmo numa situação improvável que você recuperasse todo o peso apenas em músculo, ainda assim haveria uma sobra.

👉Assim, mais do que identificar formas de reduzir essa pele em excesso (a cirurgia se impõe mais para quem perdeu peso maciçamente) a ideia da postagem é apenas trazer essa informação, para que as expectativas e objetivos do tratamento sejam compatíveis com nossa biologia e evitar que, por esse excesso de pele que lembra gordura, alguém esteja sempre descontente querendo perder mais e mais, com risco de frustrações, recuperações é má qualidade de vida!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Logo_AndreMattos_white.png